Coreia do Norte testou vários mísseis, segundo Seul

Os mísseis foram de curto alcance

A Coreia do Norte realizou testes de vários mísseis de curto alcance na costeira de Wonsan, no oeste, em direção ao leste do país na manhã de sábado (noite de sexta no Brasil), segundo a agência de notícias sul-coreana Yonhap.

Este foi o segundo teste de arma realizado pela Coreia do Norte em menos de um mês e desde a cúpula protagonizada entre o ditador Kim Jong-un e o presidente dos EUA, Donald Trump. Ainda de acordo com a Yonhap, os mísseis disparados percorreram entre 70 km e 200 km.

A Coreia do Sul e os EUA estão analisando os detalhes deste teste. Os lançamentos ocorrem um dia depois do chanceler sul-coreano, Kang Kyung-wha, ter dito que Pyongyang deveria mostrar ações “visíveis, concretas e substanciais” de desnuclearização se quisesse um alívio das sanções.

Alguns dias antes, o vice-chanceler norte-coreano, Choe Son-hui, fez alertas à Washington para um “resultado indesejável” se não fosse mudado as posições sobre as sanções.

Mesmo prometendo não testar novas armas nucleares ou ICBM, em Novembro de 2017, Kim, terminou testando outros tipos de armas não-nucleares.

Harry Kazianis, do think-tank Center for the National Interest, afirmou que:

“Parece claro que a a Coreia do Norte está aborrecida com o que parece ser a falta de flexibilidade do governo Trump em aliviar as sanções, mantendo uma política de pressão máxima”

O teste anterior, em 18 de abril, foi supervisionado por Kim e  envolveu um novo tipo de “arma tática guiada”, segundo a Yonhap. Segundo a agência sul-coreana, a “vantagem” da nova arma era “seu modo peculiar de direcionamento em voo e a capacidade de sua poderosa ogiva”.

trump e kim